domingo

Team America - Detonando o Mundo (Ricardo)













Exibido em: 21/05/06
NOTA: 9,1
Comentários:
Team America: Polícia Mundial é indubitavelmente divertido, feito com engenho, arte e inteligência. Há uma clara inteligência a trabalhar na ideia central de Team America: Polícia Mundial: pegar numa estrutura clássica de um filme de acção de Hollywood e pô-la a ser representada por marionetas de fios... com os cordelinhos que as puxam a verem-se do princípio ao fim. Se isto vos parece os velhinhos Thunderbirds (os da série televisiva dos anos 60, não do filme que foi um buraco há poucos meses), têm absolutamente toda a razão: o Team America disposto a erguer bem alto o estandarte do «American way of life» é uma variação transcontinental dos Thunderbirds disposta a proteger o mundo do terrorismo, guiada por um computador central que dá pelo nome de I.N.T.E.L.L.I.G.E.N.C.E. (a tradução portuguesa literal, Inteligência, deita a perder o trocadilho com «intelligence» no sentido de informação confidencial). Mas desenganem-se aqueles que acham que Parker e Stone estão armados em Michael Moore da contra-cultura jovem: as tácticas do governo americano não são os únicos alvos de Team America, que aplica a mesma técnica de irrisão pelo absurdo aos oponentes liberais (com Moore e a comunidade anti-Bush de Hollywood à frente), ao Eixo do Mal (o líder da Coreia do Norte Kim Jong-Il é aqui o vilão) e ao próprio cinema de Hollywood, corporizado na fórmula registada pelo produtor Jerry Bruckheimer, cujo Pearl Harbor é um alvo recorrente ao longo da fita. A displicência e o amadorismo de Parker e Stone são apenas aparentes: eles têm a gramática cinematográfica toda na ponta da língua, porque só quem sabe muito bem as linhas com que se cose consegue acertar na mouche desta maneira. E, como esperaríamos de quem fez South Park, a sátira ultrapassa os limites da incorrecção política: vale tudo menos tirar olhinhos – e mesmo isso é permitido. Team America torna-se, assim, numa sátira ao próprio tecido do «American way of life», impiedosamente destruído pelas marionetas de Parker e Stone que têm sexo mais ou menos hardcore (quando não oral), lançam palavrões a torto e a direito, sangram abundantemente, são decapitadas, esmigalhadas, decepadas, esquartejadas e assassinadas selvaticamente sempre que a ocasião lhos permite (numa extraordinária homenagem/pastiche Tarantiniano), e ainda vomitam copiosamente, tudo em nome da liberdade e do combate ao terrorismo. (Cathy Heartcliff)
Elenco:
Trey Parker (Gary Johnston / Joe / Hans Blix / Kim Jong II / Carson / Bêbado / Tim Robbins / Sean Penn / Michael Moore / Helen Hunt / Matt Damon / Susan Sarandon)
Matt Stone (Chris / George Clooney / Danny Glover / Ethan Hawke / Matt Damon)
Kristen Miller (Lisa)
Masasa (Sarah)
Daran Norris (Spottswoode)
Phil Hendrie (Intelligence)
Maurice LaMarche (Alec Baldwin)
Chelsea Magritte (Mãe francesa)
Jeremy Shada (Jean Francois)
Fred Tatasciore (Samuel L. Jackson)

Sinopse
Team America é uma equipe policial que age em âmbito mundial, com a missão de proteger o planeta de ameaças e garantir sua estabilidade. Após descobrir que um perigoso ditador está armazenando armas em seu país, uma equipe do Team America é enviada para combatê-lo. Entre eles está Gary Johnston, um astro da Broadway que recebe a missão de usar seus talentos dramáticos para combater a ameaça.











Curiosidades:
A dupla Trey Parker e Matt Stone teve a idéia de usar marionetes em um filme em 2003, ao assistir na TV episódios reprisados da antiga série "Thunderbirds", que também usava marionetes como protagonistas.

Inicialmente era intenção de Trey Parker e Matt Stone que Matt Damon fosse um personagem articulado e inteligente em Team America. Entretanto, após verem o boneco do personagem, a dupla achou que ele tinha um aspecto idiota e decidiu fazer com que o personagem também fosse deste modo.

Nenhum comentário: