quarta-feira

Meu Nome Não é Johnny (ESPECIAL)














Exibido em: 26/01/08
SEM NOTA (Sessão especial de Aniversário do Cinema na Lata)
Comentários:
Um filme otimo, com muitas tiradas engraçadas, principalmente de Selton Melo. Mas os outros atores foram escolhidos a dedo. Acho que escolhemos bem em comemorar o aniversário do Cine e o 100º filme do Cine com ele. Por isso resolvi colocar a ficha tecnica do filme e assim dar credito a todos.
(Cathy Heartcliff)



Ficha Técnica
Título Original: Meu Nome Não é Johnny
Gênero: Drama
Tempo de Duração: Ano de Lançamento (Brasil): 2008
Site Oficial: http://www.meunomenaoejohnnyfilme.com.br/
Estúdio: Atitude Produções / Sony Pictures Entertainment / Globo Filmes / TeleImage / Apema Distribuição: Sony Pictures Entertainment / Downtown Filmes
Direção: Mauro Lima
Roteiro: Mariza Leão e Mauro Lima, baseado em livro de Guilherme Fiúza
Produção: Mariza Leão
Música: Fábio Mondego
Fotografia: Uli Burtin
Direção de Arte: Cláudio Amaral Peixoto
Figurino: Reka Koves
Edição: Marcelo Moraes




Elenco:
Selton Mello (João Guilherme Estrella)
Cléo Pires (Sofia)
Júlia Lemmertz (Mãe de João)
Rafaela Mandelli (Laura)
Eva Todor (D. Marly)
André di Biasi (Alex)
Giulio Lopes (Pai de João)
Cássia Kiss (Juíza)
Ângelo Paes Leme (Julinho)
Orã Figueiredo (Oswaldo)
Hossen Minussi (Wanderley)
Luís Miranda (Alcides)
Gillray Coutinho (Advogado)
Kiko Mascarenhas (Danilo)
Flávio Bauraqui (Charles)
Aramis Trindade (Taínha)
Neco Vila Lobos (Carlos)
Charly Braun (Felipe)
Felipe Martins (Fernando)
Roney Villela (Hércules)
Wendell Bendelack (Sininho)
Ivan de Almeida (Carcereiro)
Flávio Pardal (Boneco)
Rodrigo Amarante







Sinopse:
João Guilherme Estrella (Selton Mello) nasceu em uma família de classe média do Rio de Janeiro. Filho de um diretor do extinto Banco Nacional, ele cresceu no Jardim Botânico e frequentou os melhores colégios, tendo amigos entre as famílias mais influentes da cidade. Carismático e popular, João viveu intensamente os anos 80 e 90. Neste período ele conheceu o universo das drogas, mesmo sem jamais pisar numa favela. Logo tornou-se o maior vendedor de drogas do Rio de Janeiro, sendo preso em 1995. A partir de então passou a frenquentar o cotidiano do sistema carcerário brasileiro.





terça-feira

Filhos da Esperança (Ricardo)
























Exibido em: 12/01/08
Nota:9,7
Comentário:
Um filme superinteligente, com uma otima trilha sonora. Filhos da esperança é uma ficção que retrata 2027 de uma forma mais real, sem espaçonaves e nem leses, mas sim com problemas politicos, poluição e até com problemas ecologicos. Muitas cenas são filmadas sem cortes, dando mais ação para o filme. Vale a pena conferir. Detalhe, começamos bem 2008.
(Cathy Hearcliff)


Elenco:
Clive Owen (Theodore Faron)
Julianne Moore (Julian Taylor)
Michael Caine (Jasper)
Chiwetel Ejiofor (Luke)
Charlie Hunnam (Patric)
Claire-Hope Ashitey (Kee)
Pam Ferris (Miriam)
Danny Huston (Nigel)
Peter Mullan (Syd)
Oana Pellea (Marichka)
Paul Sharma (Ian)
Jacek Koman (Tomasz)

Sinopse:
Terra, 2027. A esperança no futuro é um bem escasso. Faz quase 19 anos que o último bebê nasceu, e a cada ano que passa sem a presença inexplicável de crianças no mundo a humanidade vai acumulando o sentimento de desistir da vida. Enquanto a maioria das pessoas escolhe abraçar o inevitável e aderir a uma sociedade sem lei e discrente, há ainda os poucos que lutam por um planeta unificado e pelos direitos das populações minoritárias.















Curiosidades:
-Parte do filme foi rodado com a técnica da câmera no ombro, para que o público se sentisse participando da ação.
-A personagem Kee foi oferecida a Emily Watson, que a recusou devido a conflitos de agenda.
- O diretor Alfonso Cuarón convidou Charlie Hunnam para interpretar o personagem Patric após vê-lo em Cold Mountain (2003).
- O orçamento de Filhos da Esperança foi de US$ 72 milhões

quinta-feira

Scarface (Thiago)












Exibido em: 29/12/07
NOTA: 8,7
Comentário:
Al Pacino esbanja competência, assim como De Palma (principalmente nas cenas finais). O filme tem altos e baixos, mas o resultado final é muito bom.
(Chuck Norris)

Ficha Técnica

Título Original: Scarface
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 168 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1983
Estúdio: Universal Pictures
Distribuição: Universal Pictures
Direção: Brian De Palma
Roteiro: Oliver Stone
Produção: Martin Bregman


Elenco:
Al Pacino (Tony Montana)
Steven Bauer (Manny Ray)
Michelle Pfeiffer (Elvira Hancock)
Mary Elizabeth Mastrantonio (Gina)
Robert Loggia (Frank Lopez)
Miriam Colon (Mama Montana)
F. Murray Abraham (Omar)
Paul Shenar (Alejandro Sosa)
Harris Yulin (Bernstein)
Ángel Salazar (Chi Chi)
Arnaldo Santana (Ernie)
Pepe Serna (Angel)
Michael P. Moran (Nick)
Al Israel (Hector)

Sinopse:
Um criminoso cubano exilado (Al Pacino) vai para Miami e em pouco tempo está trabalhando para um chefão das drogas. Sua ascensão na quadrilha é meteórica, mas quando ele começa a sentir interesse na amante do chefe (Michelle Pfeiffer) este manda matá-lo. No entanto ele escapa do atentado, mata o mandante do crime, fica com a amante dele - mas simultaneamente sente desejos incestuosos por sua irmã (Mary Elizabeth Mastrantonio) - e assume o controle da quadrilha. Em pouco tempo ele ganha mais dinheiro do que jamais sonhou. No entanto ele está na mira dos agentes federais, que o pegam quando ele está "trocando" dinheiro. Mas seu problema pode ser resolvido se ele fizer um "serviço" em Nova York para um grande traficante e pessoas influentes, que podem manipular o poder para ajudá-lo. Porém, a missão toma um rumo inesperado quando, para concretizá-la, ele precisa matar crianças.











Curiosidades:

- A atriz Mary Elizabeth Mastrantonio estreou nos cinemas em Scarface.
- Ao longo de Scarface a palavra "fuck" aparece 206 vezes, um recorde para a época. Ainda hoje, apenas dois outros filmes ultrapassaram este recorde: Os Bons Companheiros, com 246 vezes, e Pulp Fiction - Tempo de Violência, com 257 vezes.
- Scarface é a refilmagem de Scarface, A Vergonha de uma Nação (1932).