segunda-feira

Zodíaco
























Exibido em: 31/05/09
Comentários:
Apesar de ser um filme de suspence, não há sustos. É baseado em fatos reais e conta história de um assassinto que existiu nas decádas de 60 e 70. Com bons atores no elenco, acho que vale a pena ver.

Ficha Técnica
Título Original: Zodiac
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 158 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2007
Direção: David Fincher
Roteiro: James Vanderbilt, baseado em livro de Robert Graysmith
Produção: Ceán Chaffin, Brad Fischer, Mike Medavoy, Arnold Messer e James Vanderbilt

Elenco
Jake Gyllenhaal (Robert Graysmith)
Mark Ruffalo (Inspetor David Toschi)
Anthony Edwards (Inspetor William Armstrong)
Robert Downey Jr. (Paul Avery)
Brian Cox (Melvin Belli)
John Carroll Lynch (Arthur Leigh Allen)
Chloë Sevigny (Melanie)
Ed Setrakian (Al Hyman)
John Terry (Charles Theiriot)
Candy Clark (Carol Fisher)
Elias Koteas (Sargento Jack Mulanax)
Dermot Mulroney (Capitão Marty Lee)
Donal Logue (Ken Narlow)
June Raphael (Sra. Toschi)
Ciara Hughes (Darlene Ferrin)
Lee Norris (Miek Mageau - jovem)
Patrick Scott Lewis (Bryan Hartnell)
Pell James (Cecelia Shepherd)
Philip Baker Hall (Sherwood Morrill)
Clea DuVall (Linda Ferrin)
Richmond Arquette (Zodíaco 1 e 2)
Bob Stephenson (Zodíaco 3)
John Lacy (Zodíaco 4)



Sinopse
1º de agosto de 1969. Três cartas diferentes chegam aos jornais San Francisco Chronicle, San Francisco Examiner e Vallejo Times-Herald, enviadas pelo mesmo remetente. A carta enviada ao Chronicle trazia a confissão de um assassino, dando detalhes da morte de 3 pessoas e da tentativa de homicídio de outra, com informações que apenas a polícia e o assassino poderiam saber. As três cartas formavam um código que supostamente revelaria sua identidade ao ser decifrado. O assassino exigia que as cartas fossem publicadas, caso contrário mais pessoas morreriam. Um casal de Salinas consegue decodificar a mensagem, mas é Robert Graysmith (Jake Gyllenhaal), um tímido cartunista editorial, que descobre sua intenção oculta: uma referência ao filme "Zaroff, o Caçador de Vidas" (1932). Os assassinatos e as cartas se sucedem, provocando pânico na população de San Francisco. A situação faz com que os detetives David Toschi (Mark Ruffalo) e William Armstrong (Anthony Edwards) e o repórter Paul Avery (Robert Downey Jr.), que trabalham no caso, tornem-se celebridades instantâneas. Graysmith, que trabalha no mesmo jornal de Avery, apenas ajuda quando lhe é permitido. Mas o Zodíaco, como o assassino era chamado, estava sempre um passo a frente.

Curiosidades
- Zodíaco é baseado na história verídica de um serial killer que aterrorizou a baía de San Francisco e provocou autoridades em 4 jurisdições, com códigos e cartas, durante décadas.

- O roteirista Shane Salerno teve a preferência de compra do livro de Robert Graysmith quando tinha apenas 19 anos. Durante anos ele e Graysmith desenvolveram o roteiro do filme, até que os direitos de adaptação foram negociados com a Touchstone Pictures. Mesmo após a venda Salerno escreveu várias versões do roteiro, encomendadas por diversas administrações da Touchstone.

- A personagem Linda Ferrin seria interpretada por Bijou Phillips, que chegou a rodar suas cenas. Entretanto foi necessária a refilmagem destas cenas e, como a atriz não estava mais disponível devido a conflitos de agenda, foi substituída por Clea DuVall.

- Gary Oldman esteve cotado para interpretar Melvin Belli.

- A carta enviada ao San Francisco Chronicle foi na verdade enviada pelo assassino ao San Francisco Examiner.

- Este é o 3º filme que aborda o assassino que aterrorizou San Francisco. Os anteriores foram The Zodiac Killer (1971) e O Zodíaco (2005).

2 comentários:

Hugo disse...

Por ser um filme longo, sem cenas de ação espetaculares e com um final que todo mundo conhece, o longa não teve o reconhecimento merecido, mas para quem gosta de filmes investigativos este é uma aula de cinema, com ótimos personagens e um história que prende atenção do início ao fim.

Até mais

O Cara da Locadora disse...

As pessoas esperavam um filme de suspense mesmo, que o foco fosse o assassinato, e aqui temos um enfoque completamente diferente... Isso não tira em nada da qualidade excelente do filme...

Obrigado pela crítica também, e volte sempre... :)