sexta-feira

Scott Pilgrim Contra o Mundo




Exibido em: 02/12/10
Comentários:
Achei um maximo, divertido, diferente, não tem como não curti, mas tenho que dizer que nem todos concordam comigo, esse filme não a sensação nos cinemas, mas entendo porque e a linguagem do filme não é para todo mundo. Só que curte game e que gosta de quadrinhos, ou seja nerds. Não que isso seja mal afinal essa é a era dos nerds, mas dar para entender porque Scott Pilgrim não arrassou. Isso claro não dininui o filme, vale mesmo a pena ver, cenas de ação e muito rock. Elenco nota dez. Bacana demais. Realmente esse ano saiu filmes muito bacanas, acho que vou fazer um balanço de 2010 no Cinema na Lata.

Ficha Técnica:
# título original: (Scott Pillgrim vs. The World)
# lançamento: 2010 (EUA)
# direção:Edgar Wright
# Duração: 112 mins.
# Ano: 2010
# Data da Estreia: 05/11/2010
# Cor: Colorido
# Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos
# País: EUA, Reino Unido, Canadá
# duração: 112 min
# gênero: Aventura


Elenco:

Anna Kendrick (Stacey Pilgrim),
Mary Elizabeth Winstead (Ramona Flowers),
Kieran Culkin (Wallace Wells),
Jason Schwartzman,
Chris Evans (Lucas Lee),
Michael Cera (Scott Pilgrim),
Bill Hader

Sinopse:


o filme conta a história de Scott Pilgrim, baixista arrasador, conquistador nato e exímio lutador. Depois de idas e vindas de sua vida amorosa, ele parece ter encontrado a garota de seus sonhos (literalmente).
Ramona Flowers é tudo aquilo que um rapaz descolado quer: misteriosa, independente, espontânea e cheia de atitude, o único problema são suas cicatrizes de guerra, ou seja, seu passado amoroso, constituído mais especificamente de sete ex-namorados do mal, todos empenhados em destruir seus relacionamentos (novamente, literalmente). Fica então a cargo de Scott defender sua posição e assim derrotar esta liga barra pesada, para no final ter o caminho livre com Ramona.




Imagens do Game que por sinal está identico ao filme.






Trailer



Um comentário:

Por que você faz poema? disse...

Bastante divertido,
como o cinema de entretenimento deveria sempre ser. Assim como Kick Ass.