terça-feira

Munique (Josias)














Exibido em 04/11/06
NOTA:9,7
Comentários:

O diretor Steven Spielberg entrega ao público um de seus filmes mais politizados e tensos. Saem de cena as conhecidas imagens poéticas do cineasta e, em seu lugar, entra uma montagem nervosa, carregada de cenas sanguinolentas, que chegam a beirar o impacto de outra obra do diretor, O Resgate do Soldado Ryan.
Com momentos de intenso suspense, Munique empolga e tem o mérito de não cair em julgamentos unilaterais, mostrando que, quando o assunto é guerra, cada lado tem seus motivos para acreditar estar com a razão.
Nesta cama-de-gato, o ator Eric Bana ganha um personagem denso: enquanto caça, Avner passa a questionar a ética de sua missão e teme ser aniquilado, juntamente com a família, por meio dos mesmos métodos que aprendeu a utilizar.
Curiosidade: o ator Guri Weinberg interpreta o próprio pai na fita: o juiz israelense e ex-campeão de luta Moshe Weinberg, morto em Munique.

(Chuck Norris)

Elenco:
Eric Bana (Avner)
Daniel Craig (Steve)
Ciarán Hinds (Carl)
Mathieu Kassovitz (Robert)
Hanns Zischler (Hans)
Ayelet Zorer (Daphna)
Geoffrey Rush (Ephraim)
Gila Almagor (Mãe de Avner)
Michael Lonsdale (Papa)
Mathieu Amalric (Louis)
Moritz Bleibtreu (Andreas)
Valeria Bruni Tedeschi (Sylvie)
Guri Weinberg (Moshe Weinberg)

Sinopse:
Em setembro de 1972, em meio às Olimpíadas de Munique, um ataque terrorista sem precedentes foi transmitido ao vivo para 900 milhões de pessoas. Um grupo palestino denominado Setembro Negro invadiu a Vila Olímpica, matou 2 integrantes da equipe olímpica israelense e manteve outros 9 como reféns. 21 horas depois o ataque chegou ao fim, com todos sendo mortos. Pouco depois Avner (Eric Bana), um jovem israelense revoltado com o ocorrido, recebe de um oficial do Mossad uma ordem sem precedentes: abandonar sua esposa grávida e sua identidade para caçar e matar os 11 homens apontados pela inteligência de Israel como tendo planejado o atentado. Avner aceita a ordem e passa a liderar uma equipe de apenas 4 integrantes, extremamente talentosos. Eles passam então a viajar pelo mundo em total sigilo, na pista de cada um dos nomes de uma lista muito bem guardada.

Curiosidades:
-Inicialmente era intenção de Steven Spielberg dirigir Munique para lançá-lo em 2003 ou 2004, mas adiou o projeto devido a possibilidade de trabalhar novamente com Tom Cruise em Guerra dos Mundos (2005).
- Após adquirir os direitos de adaptação para o cinema do livro de George Jonas, Spielberg encomendou três roteiros: um para David Webb Peoples e Janet Peoples, um para Charles Randolph e um para Eric Roth. Dos três o diretor preferiu o de Roth, que foi então revisado por Tony Kushner.
- Ben Kingsley faria parte do elenco de Munique, mas teve que deixar o papel devido a conflitos de agenda. Em seu lugar foi contratado Geoffrey Rush.




Um comentário:

Cinema na Lata disse...

Acho que o Joe já levou o DVD da vez.
Valeu Joe River, bom filme esse!