segunda-feira

Tudo Pode Dar Certo





Exibido em: 25/07/10
Comentários:
Amei e nem sou fã de Woody Allen. Mas essa comédia é inteligente e muito boa. Ele tem acertado mais ultimamente na minha opinião. Antes não gostava dos filmes dele. Acha nervosos demais e com muito papo, mas depois dos três últimos filmes com a Scarlett Johansson. Ele mudou muito.

Ficha Técnica:


título original:Whatever Works
gênero:Comédia
duração:01 hs 32 min
ano de lançamento:2009
site oficial:
estúdio:Wild Bunch / Perdido Productions / Gravier Productions
distribuidora:Sony Pictures Classics / California Filmes
direção: Woody Allen
roteiro:Woody Allen
produção:Letty Aronson e Stephen Tenenbaum
música:
fotografia:Harris Savides
direção de arte:
figurino:Suzy Benzinger
edição:Alisa Lepselter



Elenco:


Larry David (Boris Yellnikoff)
Evan Rachel Wood (Melodie St. Ann Celestine)
Ed Begley Jr. (John)
Henry Cavill (Randy James)
Patricia Clarkson (Marietta)
Willa Cuthrell-Tuttleman (Enid)
John Gallagher Jr. (Perry)
Jessica Hecht (Helena)
Lyle Kanouse (Ed)
Oleg Krupa (Morgenstern)
Carolyn McCormick (Jessica)
Michael McKean (Joe)
Christopher Evan Welch (Howard)

Sinopse:


Boris Yellnikoff (Larry David) é um velho rabugento que tem o hábito de insultar seus alunos de xadrez. Ex-professor da Universidade de Columbia, ele considera ser o único capaz de compreender a insignificância das aspirações humanas e o caos do universo. Um dia, prestes a entrar em seu apartamento, Boris é abordado por Melodie St. Ann Celestine (Evan Rachel Wood), que lhe implora para entrar. Ele atende ao pedido, a contragosto. Percebendo sua fragilidade, Boris permite que ela fique no apartamento por alguns dias. Ela se instala e, com o passar do tempo, não aparenta ter planos de deixar o local. Até que um dia lhe diz que está interessada nele.


Um comentário:

Hugo disse...

A maioria dos filmes de Woody Allen tem como ponto principal os diálogos rápidos e personagens diferentes e ao mesmo tempo bem próximos da realidade.

A escolha de Larry David foi perfeita para o papel principal

Até mais.