quarta-feira

Presságio


























Exibido em: 29/07/09
Comentários:
Até que achei que fosse um filme cheio de suspence, mas eles conseguem estragar a história no fim, pelo menos para mim. Começa bem o filme, mas vai perdendo a mão. Não gostei do final. Quem assistir e discordar de mim, por favor comente aqui e que concordar também.

Ficha Técnica
Título Original: Knowing
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 122 minutos
Ano de Lançamento (EUA / Austrália): 2009
Site Oficial: www.knowing-themovie.com
Estúdio: Summit Entertainment / Wintergreen Productions / Kaplan/Perrone Entertainment / Escape Artists / Mystery Clock Cinema / Goldcrest Pictures
Distribuição: Summit Entertainment / Paris Filmes
Direção: Alex Proyas
Roteiro: Stuart Hazeldine, Ryne Douglas Pearson, Stiles White e Juliet Snowden, baseado em adaptação de Alex Proyas e em estória de Ryne Douglas Pearson
Produção: Todd Black, Jason Blumenthal, Steve Tisch e Alex Proyas
Música: Marco Beltrami
Fotografia: Simon Duggan
Desenho de Produção: Steven Jones-Evans
Direção de Arte: Sam Lennox
Figurino: Terry Ryan
Edição: Richard Learoyd
Efeitos Especiais: Postmodern


Elenco
Nicolas Cage (John Koestler)
Chandler Canterbury (Caleb Koestler)
Rose Byrne (Diana Wayland)
Lara Robinson (Lucinda Embry / Abby Wayland)
Nadia Townsend (Grace Koestler)
Alan Hopgood (Reverendo Koestler)
Adrienne Pickering (Allison)
Ben Mendelsohn (Phil Beckman)
Joshua Long (Caleb Koestler - jovem)
Danielle Carter (Srta. Taylor - 1959)
Alethea McGrath (Srta. Taylor - 2009)
David Lennie (Diretor Clark)
Taara Donnellan (Mãe de Lucinda)
Travis Waite (Pai de Lucinda)
D.G. Maloney (Estranho)



Sinopse
1959. Um grupo de alunos faz alguns desenhos sobre como imaginam que será o futuro. Eles serão guardados em uma cápsula do tempo, que apenas será aberta daqui a 50 anos. Um deles, feito por uma garota, traz uma série de números aleatórios, que ela alega terem sido ditos por alguém que não vê. Meio século depois a cápsula é aberta e este desenho chega às mãos de Caleb Koestler (Chandler Canterbury). O pai dele, o professor de astrofísica John Koestler (Nicolas Cage), percebe que trata-se de uma mensagem codificada que prediz as datas e os números de mortos de cada uma das grandes tragédias ocorridas nos últimos 50 anos. John passa a investigar melhor o desenho e descobre que ele prevê mais três catástrofes ainda não ocorridas, a última delas de proporções globais.








2 comentários:

Dan disse...

Concordo com você, até da o ar de grande filme depois fica uma .......total, Nicolas Cage devia escolher melhor seus filmes. É um grande ator que se perde em produções ridiculas como essa.

LOUCA VIDA disse...

Não creio que tenha sido tão ruim assim. achei interessante a ideia sobre as previsões do juízo final colocada neste filme. Como os antigos viam algo que é puramente diferente e romantizavam as coisas ou simnplesmente dogmatizam certas coisas... creio qwue o mundo esteja se dismistificando aos olhos da ciência e este filme mostra como seria a arca de nóe, o juizo final, a anunciação de Deus.. coisas assim... e o Nicolas... sim, ele já fez filmes melhores, creioq ue ele tenha que contratar ou pagar melhor seu empresário...